terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Carybé - O jogo da Capoeira

Carybé produziu muitas imagens sobre Bahia, sendo algumas sobre a prática da capoeira, mas também escreveu sobre ela e seus questionamentos como, por exemplo, sobre sua origem: a capoeira seria brasileira ou africana?
Para ele tiveram vindo nos navios negreiros negros de angola, capoeiristas que usavam como arma os pés e a cabeça de forma hábil, deixando o uso das mãos para um segundo plano. Ao contrário do europeu que quase somente usavam as mãos. Carybé leva o leitor a considerar tal habilidade o motivo da repressão sofrida por negros capoeiras e que foi empregada a prática em diferentes momentos: nos engenhos coloniais, durante a formação imperial e após a proclamação do republica no Brasil. Seria ainda, tal repressão dissimulada pelos negros que disfarçavam a luta (capoeira) com pantomimas (se exprimindo por meio de gestos) e mímicas acompanhadas por música.
Talvez algumas questões acima possam ser questionadas por pesquisas mais recentes e densas. Carybé, no entanto, faz uma magnífica descrição dos procedimentos seguidos nas rodas da década de 1950; lembra de mestres da época; mostra uma forte ligação de capoeiras com religião; escreve sobre os instrumentos, toques e cantos, além da grande contribuição da Bahia (recôncavo) para a capoeira.

Vale a pena conhecer!

Coleção Recôncavo, n. 03 com o título de "Jogo da Capoeira", de 1951.













Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...